Início

Historia da Língua Espanhola, Expansão e Influencia Árabe em Imagem Especial

Formação da língua espanhola
Mapa

História da língua espanhola

A história da língua espanhola normalmente remonta ao pré-período romano, uma vez que é possível que as pré-línguas romanas da península exerceram influência no latim hispânico conferiram às línguas românicas peninsulares várias de suas características.

A historia da língua espanhola convencionalmente é normalmente dividido em três períodos: medieval espanhola, médio espanhol e espanhol moderno.

Espanhol ou castelhano é um idioma  românico derivado do latim vulgar, que pertence à sub-família Itálico dentro do indo europeu.

É oficial na Espanha e 20 países latino-americanos, e também na Guiné Equatorial, é também chamado castelhano, tendo sua origem no reino medieval de Castilha.

A transição do espanhol medieval para o moderno foi marcada pela mudança e pelo ensurdecimento das consoantes sibilantes da língua antiga, que começaram no século XV.

No início da história da língua espanhola, o vocabulário espanhol foi enriquecido pelo seu contato com o basco e o árabe e a língua continua a adotar palavras estrangeiras a partir de uma variedade de outras línguas, bem como o desenvolvimento de novas palavras.

O espanhol foi trazido principalmente para a América, bem como a África e a Ásia-Pacífico, com a expansão do Império Espanhol entre os séculos XV e XIX, onde se tornou a mais importante para o governo e o comércio.

Importância da língua

Em 1999, havia, de acordo com o Ethnologue, 358 milhões de pessoas que falavam o espanhol como língua nativa e um total de 417 milhões de falantes em todo o mundo.

Atualmente, esses valores são de até 400 e 500 milhões de pessoas, respectivamente.

O espanhol é o segundo idioma mais falado no mundo, depois do mandarim. O México contém a maior população de falantes do idioma.

O espanhol é uma das seis línguas oficiais da Organização das Nações Unidas (ONU) e é usado como língua oficial da União Europeia, do Mercosul e da União de Nações Sul-Americanas (UNASUL).

Devido à sua crescente presença na demografia e na cultura popular dos Estados Unidos, especialmente nos estados de rápido crescimento do Cinturão do Sol, o espanhol é a segunda mais aprendida por falantes nativos do inglês.

A crescente estabilidade política e econômica de muitas das maiores nações hispanófonas, a imensa extensão geográfica da língua na América Latina e Europa para o turismo e a

popularidade crescente de destinos culturalmente vibrantes encontrados no mundo hispânico têm contribuído significativamente para o crescimento da aprendizagem de espanhol como língua estrangeira em todo o mundo.

Atualmente, o espanhol é a terceira mais usada na internet depois do inglês e do mandarim. É também a segunda mais estudada e a segunda da comunicação internacional, depois de inglês, em todo o mundo.